• Observatorio Social da Covid-19

A Vacina a que destina

Eni Carajá Filho – Dezembro de 2020


Micro gotas na ampola em sinal de prevenção e cura.

Segurança necessária aos trogloditas fiscalizar.

Produtor alvoroçado numa indústria que tem procura.

Das substâncias que ajudem no importante processo de curar.


Essa sina vem de um ano que sufocado por tudo se encerrou.

Na pandemia anunciada que em muitas vidas se ceifou.

Nesse ocidente que um vírus, a mãe terra e todo ambiente contaminou.

Pessoas simples se perdendo e alguns o isolamento social não aceitou.


Pandemia que parece espaço para a sociedade se adequar.

Máscaras surgiram, máscaras que caíram daqueles que não querem utilizar.

Vírus satisfeito encorpados ma superfície que engordou.

Seres humanos caindo e descrevendo o cemitério que não pode suportar.


Vacinar promessa de resolução e firmeza na saúde da população.

Da “Balbúrdia” a descobertas, cientistas não param nem para piscar.

Tecnologias empregadas, na junção da matéria prima.

Assim referenciando docentes e discentes para a tão esperada vacina chegar.


Daí surgem as disputas e egos, políticos etnocêntricos que tentam traçar nosso destino.

Negacionistas no poder desvencilha a existência do Coronavírus vendo os duzentos mil serem abatidos por sua inércia e falta real de investimentos.

Na disputa comercial jogo de empurra prevalece vacina que é fundamental, deve chegar é para todas, todes e todos.

Cidadão apontando cura para ver a extirpação.


Extirpar Covid 19, ou mesmo Coronavirus, as cepas e os elementos que propiciam a morte certeira.

Não podemos aglomerar, essa máxima deve ser cumprida, isolar é o caminho na preservação de vidas.

Álcool em gel deve ter e abundância e a revelia, higiene pessoal é nosso dever no dia a dia.


Meu povo agradece o cuidado tomado, assim ao nos visitar não seremos contaminados.

Não é mera gripezinha, “e daí” da autoridade não Vale para nós que temos responsabilidades.

A vacina não transforma ser humano em anormal, é preciso acabar com as noticias falsas do governo general.

Pressionar é preciso pois pagamos caros impostos, a vacina é universal e de fé uma vez que o déspota brinca com a morte, a Covid e o Jacaré.


Preservar trabalhadores na saúde do cidadão, esses e essas dedicam sua vida atuando com paixão.

Poucos são reconhecidos, valor que é bom não lhe é ofertado.

Pelas vidas salvas no front de uma guerra sem fim.

Quem sai de casa para o outro atender, ainda que por emprego merecendo nossa oblação.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PARA VOCÊ, CORONA, UM NAMASTÊ!

Por: Ivana Andrés Te pergunto, meu amigo, Que vive este tempo comigo. Tempo de grandes perigos, Tempo do coronavírus. O corona quer te matar? Ou ele só quer viver? Coloque-se no lugar dele E deixe o c

PANDEMIA E PANDEMÔNIO

Por: Ivana Andrés Quando a pandemia se transforma em pandemônio, Um voo cego de morcego vira conspiração. Teoria que coloca em suspeita e suspeição, Não a natureza largada, mal cuidada, maltratada, Ma

O EU E O OUTRO

Por: Ivana Andrés Eu sou eu só para mim, Minha subjetividade, meu ego. O sujeito, a consciência de si, É a minha consciência, A consciência de mim. Devo então cuidar de mim, Cultivar minha subjetivida

 

Av. Pres. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte - MG, 31275-013, Brasil

  • Twitter
  • Facebook

©2020 por Observatório Social da Covid 19. Orgulhosamente criado com Wix.com